8 boas práticas para realizar um controle de qualidade industrial eficiente

Site Checklist Fácil | 16 de março de 2021

Fazer o controle de qualidade industrial é essencial para garantir que os produtos que chegam ao mercado estão dentro do padrão de excelência pré-estabelecido. Realizar o controle de qualidade na indústria não é uma tarefa fácil. Porém, seguindo algumas boas práticas, as chances de obter êxito aumentam substancialmente. Conheça quais são elas:

 

  1. Foque na satisfação dos clientes

A satisfação dos clientes deve ser a meta principal de todos os setores de uma indústria. Entretanto, esse objetivo não se resume a oferecer um produto de qualidade – apesar de ser essencial. Você deve, também:

 

  • Entender as necessidades dos seus clientes;
  • Ofertar produtos que solucionem os problemas de forma eficiente;
  • Utilizar matéria-prima de qualidade;
  • Contar com uma logística e distribuição organizada;
  • Padronizar o serviço de atendimento, especialmente o pós-venda.

 

Todas essas ações também devem ser realizadas com excelência. Uma vez que também influenciam na imagem que as pessoas têm da sua marca.

 

  1. Adote uma gerência participativa

 

Gestores dispostos a ouvir, delegar e motivar tendem a formar equipes muito mais engajadas. E como o controle de qualidade industrial exige justamente isto, é essencial que este perfil esteja presente na sua indústria.

 

Assim sendo, busque profissionais que tenham habilidades de liderança. Afinal, eles são capazes de:

 

  • Motivar as equipes, elevando a eficiência;
  • Reter talentos;
  • Identificar e corrigir erros com agilidade;
  • Promover um ambiente de trabalho mais harmônico;
  • Melhorar a comunicação entre os times.

 

  1. Desenvolva as pessoas

 

Como mencionamos, é impossível atingir os padrões de qualidade desejados sem o apoio dos colaboradores. Logo, adotar medidas que incentivem o seu desenvolvimento deve ser visto como prioridade.

 

Você pode criar programas de treinamento e motivação. E, ainda, oferecer recompensas por metas batidas.

 

  1. Adote uma comunicação transparente

 

Uma equipe que se comunica tende a ser muito mais eficiente. Afinal, dúvidas são rapidamente esclarecidas, não deixando brechas para ambiguidades.

 

Sendo assim, incentive a troca de informações. Inclusive entre líderes e seus colaboradores. Assim, eles também se sentirão parte do negócio, impactando diretamente no seu desempenho.

 

  1. Busque a melhoria contínua

 

Uma coisa é fato: não há nada tão perfeito que não possa ser melhorado. Isso significa que, por mais que tenha sido criado um padrão para a compra de matéria-prima, por exemplo, isso deve ser revisto periodicamente.

 

Afinal, o mercado e as necessidades mudam com frequência. E, portanto, é preciso acompanhar de perto essa dinâmica.

 

  1. Não aceite erros

 

Erros são comuns em qualquer empresa. Porém, eles não devem ser encarados como inevitáveis, e sim como algo a ser combatido.

 

Isso não significa que você deva punir seus colaboradores. Mas, deve identificar as falhas prontamente e buscar alternativas para que não ocorram mais. Isso faz parte de um desenvolvimento constante que caminha lado a lado com o controle de qualidade industrial.

 

  1. Priorize a garantia da qualidade

 

Quando pensamos em qualidade de produto, há vários fatores que influenciam. É preciso, por exemplo, certificar-se que está adquirindo apenas matérias-primas de qualidade e que não há falhas no processo de produção.

 

Além disso, devemos garantir que a mercadoria irá chegar ao cliente em boas condições e dentro da validade. E, ainda, que ele é realmente competitivo no mercado.

 

Todos esses fatores devem ser levados em consideração ao realizar o controle de qualidade industrial. Afinal, uma falha em um deles pode impactar negativamente na satisfação do cliente.

 

  1. Utilize um checklist online

 

Lembra que sugerimos utilizar uma tecnologia para realizar um controle de qualidade industrial mais efetivo? Pois bem, o checklist online é uma dessas soluções que facilitam (e muito) no dia a dia.

 

Com ele, você pode criar uma lista de verificação por setor ou atividade. Assim, o profissional responsável por determinado processo visualiza cada tópico e dá um “check” nos que estão adequados.

 

O bom da versão digital é que todas as informações são armazenadas na nuvem. Desta forma, evita-se retrabalhos. Bem como reduz os riscos de perdas e rasuras. Sem falar que facilita o controle dos gestores.

 

NOVIDADES